Adeus, Caio Júnior – Por Diana

novembro 30, 2008

pipoqueiro

Eu já esperava esse trabalho desastroso do CJ desde a sua contratação. Afinal, de um técnico que fez o que fez com o Palmeiras no ano passado, perdendo a vaga para a Libertadores de forma inacreditável, e que, neste ano, sequer conseguiu ser campeão goiano, fazendo a “arte” de perder com o Goiás para o Itumbiara… o que poderíamos esperar?

Ele tenta demonstrar conhecimento com aquela sua “pinta de intelectual”, com aqueles óculos “da moda”, mas a verdade é que não demonstra conhecimento tático algum, não possui o elenco na mão, ou melhor, em síntese: Não tem idéia alguma do que está fazendo.
Só faltam duas rodadas para o término do campeonato e até hoje o time do Flamengo não tem uma base consolidada. Em todo jogo o CJ apresenta alguma novidade e altera o time. E, após ter “feito o favor” de descartar o Cristian, estava fazendo o mesmo com o Jônatas e com o Vandinho. Quanto ao Jônatas, se ele for para o São Paulo, com a cabeça no lugar (o que não será muito difícil, em face da estrutura que possui aquele clube), tem tudo para ser um dos destaques do próximo Campeonato. No São Paulo até o Zé Luís joga bola. Quanto ao Vandinho, a incoerência do CJ beira o teratológico. Sempre quando o cara entra em campo produz alguma coisa interessante: Faz um gol, dá uma assistência, é combativo, enfim…

Mas a culpa disso tudo é dessa diretoria amadora, pois contratou um técnico sem condição alguma de treinar uma equipe da grandeza do Flamengo!

O Flamengo, por sua vez, após sua saída, colherá os cacos deste “tornado”, tentará apagar as marcas deixadas por este incompetente. Mas, como dizem, “Inês é morta”. Já terá sido jogado fora mais 1 ano de sua história, prejuízo nos cofres, reduzido o elenco para o próximo ano, e todo um novo trabalho tendo que começar do zero, pois o fato é que o novo treinador encontrará um time sem qualquer padrão de jogo, perdido, como um cego que em uma avenida movimentada precisa de alguém para conduzi-lo ao outro lado.

ADEUS CAIO JÚNIOR!


Presente de Natal Antecipado – Por Cida Santos

novembro 29, 2008

708527

Hoje, a mídia divulgou a probabilidade do Caio Júnior não comandar o Flamengo em 2009 e espero que isto realmente aconteça.

Provável presente de natal antecipado para a maior torcida do Brasil.

Pra felicidade geral da nação rubro-negra e de vários jogadores do elenco do Flamengo, o “bom moço” deverá ir para outros ares.

Há vários jogadores do nosso time, que não suportam mais esse estagiário dirigindo o time.

É fácil perceber que o CJ perdeu o comando do grupo de jogadores do Flamengo.

O Ibson e o Marcelinho Paraíba, entre outros, tem desavenças com o atual técnico.

A contratação deste treinador foi um erro primário do Kleber leite, simplesmente por não ter um currículo com o nível apropriado pra conduzir o time de maior torcida do país.

O “aprendiz de técnico” pegou um time bem armado pelo Joel Santana e perdeu um dos campeonatos brasileiros que se desenhava fácil pro Flamengo.

Não que o Campeonato brasileiro seja fácil, pelo contrário, contudo o Flamengo tinha tudo pra levantar o caneco. O São Paulo e o Fluminense estavam envolvidos ainda na Taça Libertadores e os outros times estavam empenhados na reestruturação de seus times.

Mesmo com a falta de infra-estrutura do clube, o Flamengo começou na frente este Brasileirão.

O Caio Júnior vinha mal no Goiás e conseguiu um grande início de campeonato, pois tinha nas mãos o padrão tático deixado pelo técnico anterior, em um período que a maioria dos times estava se reorganizando. Não fez por merecer o estardalhaço que o nosso diretor de futebol precipitado deflagrou para um técnico incipiente e ainda em formação.

A Gávea, ultimamente, virou laboratório para “técnicos em formação”.

Ele quase queima o Ibson com a torcida, escalando-o em funções contrárias às características do jogador.

Não podemos esquecer o fato, que não foi só culpa da janela a responsabilidade pelos dois pontos ganhos em vinte e um disputados. O time era quase o mesmo que o Joel disputara o campeonato brasileiro de 2007 e o Carioca de 2008. Além de o time ser muito mal escalado, coisas desmotivadoras, que deveriam ser resolvidas internamente, como por exemplo, a constante alegação da falta de jogadores de frente e de meias de ligação era levada diariamente à imprensa pelo próprio CJ, que abalaram o emocional de muitos jogadores, que passaram a desacreditar no próprio time. Acarretou uma pressão desnecessária nos atacantes do nosso time: no limitado Obina e no inconstante Diego Tardeli. Claro que precisávamos trabalhar pra substituir as peças que se foram, mas acho que houve uma certa influência nos jogadores menos experientes, que receberam do técnico de mão beijada a motivação declarada ,ou seja, já a razão antecipada para as possíveis derrotas.Foi culpa da janela, as causas de todas as derrotas, bradava Caio Júnior. E os outros times não tinham este elenco todo e também sofreram o mesmo problema. O Palmeiras perdeu o Valdívia e o Luxemburgo jamais deixou transparecer que o grupo ficou mais fraco. Pelo contrário, motivou ainda mais o seu elenco. O São Paulo, provável campeão brasileiro, continua jogando sem meias de ligação.

Ele, que reclamou tanto da falta de meias de ligação, continua jogando somente com volantes, mostrando um tremendo contra-senso.

O nosso técnico sentiu a pressão de comandar o Flamengo para o título e começou a repassar aos jogadores a mensagem do “medo de perder” que acabou tirando do time a coragem de jogar para ganhar.

Quase me iludi com este treinador, no jogo contra o Sport, na Ilha, mas depois refleti melhor e constatei que ele ainda não tivera tido tempo pra desmontar a base moldada no ano passado.
O CJ não conseguiu ainda montar e definir um time.

Está completamente perdido.

Temos um time desestruturado, desarrumado e mal posicionado em campo.

Padrão tático, nós não enxergamos no Flamengo.
O time não consegue se infiltrar na área do adversário, as tabelas não saem, a bola pouca para no ataque (vai e volta) e falta arremates ao gol.
Existe um vazio enorme entre a defesa e o ataque, devido ao fajuto esquema de três zagueiros fixos.

E esta falta de jogadores no meio de campo, leva o time a não se posicionar bem em campo e conseqüentemente o time corre muito e corre “errado” e acaba cansando naturalmente.

E a torcida começa a pedir raça, só que o time já não tem mais gás, por correr como “barata tonta” atrás dos adversários.

Como não temos um centroavante que faça o pivô, que segure a bola pro time se posicionar melhor e pro meio campo chegar, nosso time não consegue manter a bola no ataque.

Este esquema do Caio Júnior torna o nosso ataque inoperante, em virtude de nossos centroavantes jogarem sozinhos e não saberem fazer jogadas individuais, ficando facilmente marcáveis pelos adversários.
Fato vergonhoso, para um time que treina toda semana.
Ele não consegue armar um simples esquema de três zagueiros.

Não temos nem líbero nem sobra.

Contra o Cruzeiro, ele teve a inocência de armar uma linha burra de impedimento com três zagueiros em linha.

Nem sabemos que tipo de marcação faz o Flamengo, ou seja, se o time marca “homem a homem” ou por zona.
Contudo, o nosso pseudo-técnico não enxerga que a marcação é uma zona.

Escalar somente volantes no meio de campo não avaliza que o time vai ser eficiente na defesa, além de contribuir para uma diminuição de criatividade no ataque.

As “famosas” jogadas dos nossos laterais já estão manjadas pelos adversários.

Nosso estagiário não distingue que passou da hora de mexer no esquema.
Precisamos alternar o esquema atual no decorrer do jogo ou voltar a jogar no 4-4-2.

O Caio Júnior é um técnico que não consegue nem cobrar e nem motivar o time.

Demonstra não ter nenhum pulso, nem sangue e parece estar com o prazo de validade vencido.
Teve a cara de pau de falar que o Flamengo perdeu a sua identidade com o Maracanã, local, onde o time conjuntamente com a sua enorme torcida acua os adversários.

Disse que o time treinado por ele só sabe jogar em contra-ataques e por isso joga mal dentro de casa.

Alardeou que o Flamengo, dos clubes do Rio, é o que faz a melhor campanha.

E disse que o quinto lugar no Brasileirão, era motivo pra enaltecer o trabalho realizado pela comissão técnica.

Se continuarmos com este “bom moço”, teremos um ano terrível em 2009.

Ele deve trazer mais jogadores do Paraná e ferrar cada vez mais o nosso clube.

As contratações indicadas pelo estagiário beiraram ao ridículo.
Nem turno do Carioquinha venceremos.
O melhor investimento para o início da temporada é uma nova comissão técnica, que saiba mesclar os jogadores da base com outros jogadores mais experientes.

Necessitamos também destinar os recursos oriundos do futebol do clube exclusivamente para o centro de custo “futebol”, para podermos ter uma estrutura digna da grandeza do Mengão.


Raça, Amor e Paixão – Pilares do primeiro Brasileiro – Por Rayane

novembro 29, 2008

nunes

“A primeira vez a gente nunca esquece”. Sei que é um bordão pra lá de batido, mas para a maior torcida do Brasil, o título nacional de 1980 ainda está fresco na memória dos FLAMENGUISTAS
Era a afirmação de um time que já era bicampeão estadual (além de ter vencido a Edição Especial de 79) e era comandada por Claudio Coutinho, treinador da Seleção na Copa de 1978, onde ganhou o “Campeonato Moral”.

Nunes, Carpeggiani, Andrade, Rondinelli, Raul, Tita, Junior e o maior de todos, Zico. De outro lado, outros vários craques: João Leite, Luisinho, Cerezo, Palinha, Éder e o artilheiro Reinaldo.

Dois timaços que marcaram época e que, qualquer um que ganhasse o título, ele estaria em ótimas mãos.

Flamengo x Atlético –MG, a final de 1980. Mais do quê uma decisão, duas partidas históricas. É o MEMÓRIA FANÁTICA em campo.
AS FINAIS

Na primeira partida, o Fla estava sem Zico. E o galinho acompanhou o Atlético explodir o Mineirão com mais de 91 mil pagantes, aos 10 minutos do segundo tempo, com Reinaldo, o “Rei” da galera alvinegra. Depois foi suportar a pressão atleticana e “comemorar” o fato de jogar por uma vitória simples no Maracanã. O empate daria o segundo título ao time mineiro.

A FINALÍSSIMA:

A primeira partida da decisão no Mineirão, foi marcada pela violência. O Flamengo jogou sem Zico, contundido, e Éder fraturou a mandíbula de Rondinelli numa dividida. Rondinelli caiu desacordado, com os olhos revirados. Voltou a si, ficou de pé e, mesmo sem saber direito onde estava, disse que ia continuar no jogo – e desmaiou de novo. Foi substituído, e os companheiros passaram o resto do jogo temendo por sua vida. O Atlético venceu por 1 a 0 e jogaria pelo empate no Rio.

Na finalíssima no Maracanã, diante de 164 mil pessoas, de nada adiantaram a violência e a catimba dos atleticanos. O Flamengo tinha de novo Zico e tinha Nunes, que começaria sua consagração como o artilheiro das grandes decisões. O primeiro tempo, duríssimo, terminou com o Flamengo vencendo por 2 a 1. No vestiário, Coutinho leu uma carta para a equipe: era de Rondinelli, escrita no hospital, com o maxilar preso por arames e parafusos. O “Deus da Raça” exortava: “Vamos pra cabeça, companheiros!” Como se tivesse uma dívida para com Rondinelli, o Flamengo voltou com tudo para o segundo tempo. O mineiro Reinaldo, grande jogador e, mal podendo andar em campo com uma distensão, ainda conseguiu empatar para o Atlético MG. Com o gol de empate de Reinaldo o sonho do primeiro brasileiro começava a distanciar, a torcida começou a ficar impaciente e começaram a cantar : “se a canoa não virar, ole ole olá…” até que em um lance GENIAL de Nunes (artilheiro das decisões) ele faz o gol da virada e o Maracanã “explode”… Era o primeiro de muitos brasileiros que o flamengo iria conquistar… com todas as dificuldades que foram encontradas, com Rondinelli mais uma vez mostrando porque era o “Deus Da Raça” com a torcida mais uma vez mostrando sua paixão pelo flamengo empurrando o time a esse titulo…

http://br.youtube.com/watch?v=UWdgPbNkDLI


So Zico pode nos ajudar – Por Rayane e Cida Santos

novembro 24, 2008

zico

Mais de 35 milhões de rubro-negros sofrem há 16 anos!
Qual a causa desse sofrimento?
O amadorismo de quem administra “o mais querido”.
Por conta deste amadorismo, não temos uma infra-estrutura decente e não ganhamos titulos de EXPRESSÃO há 16 anos.
E somente alguém que ame com paixão o nosso time, para fazer o nosso flamengo voltar a ser o FLAMENGO que a torcida tanto deseja.
Quem melhor que o Galinho para isso?
Ele ama o Clube de Regatas do Flamengo assim como a gente.
Creio que ele tem receio de perder a idolatria que conquistou como jogador.
Apesar de não ter experiência como presidente de um clube de primeira divisão, sei que o seu talento como gestor e o amor que nutre pelo nosso clube superará todos os desafios, inclusive a dívida real do flamengo, que ninguém sabe ao certo qual é o seu montante, já que a contabilidade do clube não reflete com exatidão a situação da entidade.

Creio que se o Zico assumisse a presidência do Mengão, a primeira coisa que ia fazer era um planejamento de curto, médio e longo prazo para clube, dando ênfase a reestruturação do clube como um todo, trazendo pessoas
de confiança para somar e não para dividir, como por exemplo, o nosso Leonardo.
EXATAMENTE o que precisamos, boa estrutura e um trabalho PROFISSIONAL e acima de tudo pessoas que AMEM O MENGÃO.
Mas,temos o exemplo do Roberto Dinamite, idolo do Vasco que recebeu uma “herança” maldita do Eurico quando assumiu a presidência.
Hoje, está quase caindo para Serie B, com o clube no qual foi idolo, e a torcida deles não percebe que a culpa é do seu antecessor e preferem crucificar aquele que um dia idolatraram.

As torcidas de modo geral se deixam levar pela paixão, e eu não gostaria de ver o Zico sendo vaiado pelos “flamenguistas” (entre aspas, porque pra vaiar o Zico, só pode nao ser flamenguista), caso ele se tornasse presidente e as coisas inicialmente nao saíssem do jeito que almejamos, pois, agindo com um pouco de RAZÃO, sabemos que o começo não seria fácil, mas no futuro iriamos “colher frutos” de um trabalho PROFFISIONAL, e teríamos o que tanto sentimos falta: um clube bem estruturado; com titulos de expressão e revelando futuros craques.

Ano que vem, teremos eleições e vão começar as rotineiras promessas de Kleber Leite e da oposição, todos querendo se usufruir do clube. O ambiente, em 2009, ficará pesado e as opções para a Presidência do Clube não são atraentes e nem serão as melhores.
Infelizmente, não será dessa vez que nosso eterno camisa 10 vai se candidatar.
Leonardo seria uma outra boa opção, mas, para o FUTURO, enquanto isso nosso Mengão vai ficando nas mãos de AMADORES.

MENGÃO, VOCE É MAIOR QUE TODAS ESSAS PESSOAS QUE QUEREM TE APEQUENINAR, POR MAIS QUE TENTEM, NUNCA VAO CONSEGUIR FAZER DE VOCÊ UM CLUBE SEM EXPRESSÃO.

ZICO, VOCÊ É UMA DAS NOSSAS ÚNICAS ESPERANÇAS PARA UM FUTURO MELHOR, CONTAMOS COM VOCÊ PARA NOS AJUDAR!!

“Quem sabe o fim dessa historia, nao seja o V da VITORIA o V da volta, VOLTA GALINHO”.


Hexa, o sonho acabou! – Por Diana.

novembro 24, 2008

foraaaaaaaaaaaaaaaa

Ser Flamengo nos últimos tempos não tem sido fácil. Alguns torcedores não gostam quando outros criticam a atual diretoria e estrutura. Sou Flamengo, PENTACAMPEÃO BRASILEIRO, CAMPEÃO DA AMÉRICA E MUNDIAL. Tenho orgulho de ser Rubro-Negra, mas tenho vergonha do que vem acontecendo com esta Instituição!

Ocorre que é verdade quando alguns torcedores dizem que os diretores não fazem as melhores escolhas em prol do Flamengo. Por exemplo, porque trazer o Caio Júnior? Porque manter uma parceria com uma empresa que não pode pagar mensalmente o que deve ao Flamengo? Certidão negativa? Então não é melhor mudar de patrocinador?

Outra coisa…Falta vontade de ser campeão à todos, menos a TORCIDA! Não concordo com a atual diretoria, que faz sim comércio em benefício próprio usando o Flamengo. Talvez sejamos o MAIOR MUSEU DE FUTEBOL DO MUNDO! Mais de 35 milhões de orfãos de título nacional (Brasileiro) desde 1992, por pura INCOMPETÊNCIA e GANÂNCIA de dirigentes despreparados que só pensam em lucrar!
Agora, quem quer assumir o Flamengo? Zico? Leonardo ? Quem ?… Queria ver um verdadeiro Rubro-Negro na direção desse clube. Aliás, acho que quando pintar um verdadeiro Rubro-Negro, honestidade e transparência, amor e paixão ao Flamengo, ninguém segura esse que é o MAIOR clube do mundo.
Nação Rubro-Negra, está na hora de cair na real! Enquanto não houver uma reformulação administrativa no Flamengo, não teremos títulos de expressão.

Acredito que, quando ocorrer uma limpeza no Flamengo, correremos o risco até de cair para a 2ª divisão, como está acontecendo com o Vasco. Mas, mesmo com este risco é necessário uma limpeza, para que no futuro o Flamengo continue a existir. E pode ser até que uma Diretoria nova assuma, com seriedade, e não aconteça nada disto. Mas repito, mesmo que tenhamos que ir para a 2ª Divisão valerá, pois teríamos depois um Clube realmente saneado, honrando seus compromissos, investindo nas divisões de base e assim, renascendo das cinzas! Veríamos o nascimento do novo e grandioso CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO, sem dívidas, com estádio, com centro de treinamento, com ginásio de esportes, como tem de ser um clube das dimensões do FLAMENGO!

Sobre o jogo de hoje contra o Cruzeiro:

Hoje (Domingo, 23/11), o Flamengo praticamente selou seu destino na temporada de 2008.
Infelizmente, o Flamengo não tem jogadores, nem técnico com espírito de campeão!
Um primeiro tempo DESASTROSO, com buracos enormes no meio de campo…Marcelinho voltando pra buscar jogo e deixando Obina isolado no ataque…E o mesmo Obina completamente fora do jogo. Leonardo Moura não criava, muito menos ajudava na marcação… Enfim, time que não tem meio-de-campo, não ganha jogo.
No segundo tempo melhoramos, mas o time não foi muito objetivo.

Nossa, e os erros da arbitragem? E o pênalti que o Juíz não deu?
Independente dos erros do juiz, empedimento com mais de 3 metros de posição legal e pênalti claro, o Cruzeiro teve quase 30 finalizações contra menos de 10 do Flamengo. Se não fosse o pior jogador que vi atuando no Brasileiro, esse tal de Jajá, o Cruzeiro venceria bem mais fácil. E olha que ele botou uma bola na trave!
Não adianta pôr a culpa no Simon, a zaga estava RIDÍCULA hoje!

Cadê o tal do Kléberson, hein? Ele não era ” O CARA “ ?
Pois é, hoje O CARA não fez nada. Como tem gente que se ilude por causa de um jogo, meu Deus!

E o nosso técnico? Ah, o nosso aprendiz…
Porque hoje a torcida não gritou: “AAAHHH É CAIO JÚNIOR, AAAHHH É CAIO JÚNIOR”, hein?
Ele conseguiu enganar TODO MUNDO com aquela goleada mascarada em cima do Palmeiras!

Parabéns Caio Júnior, pelo acerto no “TREINAMENTO SECRETO” feito durante a semana. A linha de impedimento NUNCA ANTES FEITA NO CAMPEONATO, funcionou que é uma beleza! Parabéns pela ousadia de tirar o Juan e colocar o Luizinho, pra fechar mais o setor defensivo, pois um time que joga com SOMENTE QUATRO cabeças-de-bagre, opsss.. de área, precisa de mais PROTEÇÃO! Parabéns por estar classificando o time para a Sul-Americana e deixar o mesmo fora da Libertadores! Parabéns pela melhor campanha na era dos pontos corridos! Parabéns por ser o melhor do Rio!
Parabéns também para todos que te defendem, afinal de contas, como poderíamos duvidar de um técnico com tanto currículo, bagagem e experiência? Essas pessoas que ficam criticando nosso GÊNIO de linha BURRA (como eu, por exemplo), não são Rubro-Negros de verdade ou nada entendem de futebol!

O Flamengo perdeu o título pra ele mesmo!

Vamos lá:

Flamengo 2×4 São Paulo, no Maracanã.
Flamengo 2×2 Portuguesa, no Canindé.
Flamengo 0x1 Vitória, no Maracanã.
Flamengo 1×2 Cruzeiro, no Maracanã.
Flamengo 0x3 Atlético Mineiro, no Maracanã.
Flamengo 2×2 Portuguesa, no Maracanã.
Flamengo 2×2 Fluminense, no Maracanã.

Alguém ainda tem dúvidas?

Não temos estrutura, não temos uma diretoria comprometida, não temos organização, não temos técnico, RESULTADO: São Paulo HEXACAMPEÃO e TRI consecutivo!

Agora é pensar em 2009, porque nem na vaga para a Libertadores eu acredito mais. O Cruzeiro vai pegar o time reserva do Inter no Beira-Rio e a Portuguesa provavelmente já rebaixada no Mineirão. São seis pontos fáceis. O Palmeiras venceu o Ipatinga hoje, pega o Vitória na próxima rodada e na última o esfacelado time do Botafogo. Vamos ter que ganhar do Goiás no Maracanã e do Atlético-PR na Arena, onde nunca vencemos, e torcer por tropeços de Palmeiras e Cruzeiro. É complicado…

Enfim, encerro por aqui minha pequena análise/desabafo.

Mengão, haja o que houver, eu vou te amar. Ganhando ou perdendo, eu vou te amar. Mesmo que as tuas cores desbotem e que seja proibido vestir o teu manto, eu vou te amar. Vou te amar porque eu sou Flamenguista, e pronto! E foi pra isso que eu nasci: Pra te amar. Tuas cores, tuas glórias, teus caminhos, são também as minhas cores, as minhas glórias e os meus caminhos. O teu hino é a música que embala a minha vontade de vitória, a minha garra, a minha sede do amanhã. Quantas vezes eu chorei por ti meu Mengo. De alegria e de tristeza, mas nunca de vergonha. Mesmo naquele fatídico 3 x 0 para o América do México, não me envergonhei. Tratei de rememorar a tua história, erguer a cabeça e vestir o meu mais belo orgulho rubro-negro. Tomar 3 do Atlético Mineiro com o maracanã lotado, não apagaram de mim a minha paixão vermelha nem, tampouco, a minha dor preta. Tudo isso porque eu te amo Mengão. Muito antes de eu existir, já existia o meu Flamengo…que é tão meu quanto de outras milhões de pessoas. Depois que eu me for, eu já não existirei mais. Mas sei que há de renascer este mesmo amor que eu sinto em uma outra pessoa, que te amará como eu te amo, talvez até mais. Porque te amar menos, é impossível Mengão. Afinal tanto eu, como qualquer outro cidadão da maior e mais bela nação que se tem registro na História respiramos um só oxigênio chamado: Flamengo. Haja o que houver eu vou te amar, sempre.

POR UM 2009 MELHOR!


Faleceu Celso Garcia. O céu está rubro-negro – Por Rayane

novembro 23, 2008

011602211-ex00

Na manhã, de 28 de setembro, em uma quinta feira fica marcada na historia do Clube de regatas flamengo. Foi exatamente nesse dia que aparece o aquele que seria o maior idolo do flamengo, nada mais nada menos que Arthur Antunes Coimbra, ou apenas, ZICO e o maior responsavel por sua vinda, foi o radialista, Celso Garcia.

Celso convenceu o Paraguaio Modestio Bria, a deixar o então, franzino garoto, a fazer um teste para começar a sua história de glorias no mengão. Além de ter descoberto um dos maiores jogadores de todos os tempos do futebol mundial, Garcia era um exemplo de radialista. Foi um dos pupilos do mestre Waldir Amaral e responsável por dar oportunidade a muitos talentos que estavam começando no rádio da época, como o hoje consagrado José Carlos Araújo, “o verdadeiro garotinho”. Figura humana extraordinária, Celso era respeitado e querido por todos os profissionais atuantes no meio da comunicação esportiva, tanto que só um homem brilhante como ele poderia ter tido a iniciativa de levar um então vizinho de Quintino para treinar no Mais Querido do Brasil.

A importância de Celso Garcia na história do Flamengo é extraordinária. Hoje milhares de Rubro-Negros concerteza estão com um coraçao partido, mas, o Céu ganhou um grande Rubro-Negro.

Descanse em Paz Celso, tenha certeza que milhoes de brasileiros tem uma admiraçao imensa por você

Alguns trechos foram tirados do site FLAMENGORJ

SRN


Precisamos fazer nosso dever na casa do Cruzeiro – Por Cida Santos

novembro 23, 2008

sem-titulo

Hoje, precisamos torcer muito.
Não só pelo Flamengo, como também pelas vitórias do Vices da Gama e do Vitória.
Acredito que o time do Vitória vença o Grêmio e o Vasquinho, num jogo de vida ou morte, surpreenda o São Paulo.
E a derrocada dos bambis vai começar hoje.
O Flamengo precisa vencer para manter as esperanças do título.
Sei que o resultado do empate, praticamente deixa o Flamengo muito próximo da Taça Libertadores, mas temos que buscar a vitória com inteligência.
Os jogadores precisam estar unidos e colocar seus corações nas pontas das chuteiras.
Temos que disputar esta partida, como se fosse uma final de Copa do Mundo.

Precisamos devolver ao Cruzeiro, a derrota no Maracanã, no primeiro turno.
Espero que o Caio Júnior pense grande e que o Mengão vença o Cruzeiro.
Contra o Palmeiras, o Caio Júnior me surpreendeu com a marcação forte a partir do seu próprio campo (o primeiro combate no campo do Flamengo ficou a cargo dos atacantes, do Ibson e do Kleberson, quase numa linha de quatro); com a determinação dos laterais se preocuparem primeiro com a marcação e o posicionamento do Ibson puxando os contra-ataques pela esquerda como o do Kleberson pela direita.
Anseio que o Caio Júnior novamente mostre lucidez e arme bem o time taticamente e que repasse a mensagem aos jogadores de que um resultado positivo só acontecerá se não tivermos medo de perder e apresentarmos vontade de jogarmos pra ganhar.